ATENÇÃO: As inscrições para o Ahlan Wa Sahla 2009 já estão abertas, saiba tudo sobre o evento aqui no blog!

Não fique por fora do maior evento anual de dança do ventre de Campinas. Clique aqui para saber mais.

Aqui é lugar de paz, estudo e muita dança!

Seja muito bem vinda(o) a esse blog.
Eu Mariela Maia, farei o melhor para conseguir levar informações importantes até você.
Esse blog é de todas nós, aqui você pode opinar através dos comentários e enquetes, sugerir mudanças e participar ativamente.

Como funciona o blog?

Como em todo o blog, toda atualização recente fica na frente. Portanto, tem conteúdo de pesquisa e estudo em todas as páginas.Utilizando o postagens mais antigas, no final da página, você navega pelo blog, como se estivesse lendo um livro de trás para frente sem perder nada.Você pode navegar também pelos temas na coluna "Estude pelo tema", por exemplo, o tema vídeo aula irá te mostrar todas as postagens como vídeos aulas feitas carinhosamente para você por mim, Mariela Maia. Bons estudos!

3 de março de 2009

Mariela Maia agora na Art Ballét em São Paulo!

Um grande workshop com uma técnica criada na estrutura da aula do ballét para aprender dança do ventre!
Qual a diferença? Resultado!
Você não precisa ser bailarina clássica para dançar bem a dv,mas o que proporciona esse workhop é uma aula completa que segue uma didática onde a bailarina consegue ter uma evolução natural dos movimentos e sequências de um workshop para o outro.
Começaremos com alongamento geral e depois específico,barra para limpar os movimentos, diagonal para treinar giros e deslocamentos,centro para sequências,improviso e coreografia.Além disso o workshop é totalmente apostilado,com exercícios para ser resolvido em casa e enviado para correção pelo e-mail assessoriammeventos@gmail.com para que possa continuar seus estudos com um suporte correto e chegar no próximo work preparada para continuar os estudos nessa mesma linha.
Deixe aqui a sua dúvida em relação ao work e aos movimentos criados pela dv acadêmica do método Mariela Maia.

Vamos nos ajudar?

Qualquer movimento de dança do ventre tem várias maneiras de ser feito e consequêntemente várias maneiras de ser ensinada.
A minha proposta aqui é que uma ajude a outra com dicas de como saiu o seu movimento, como treinou,como conseguiu etc.
Aqui podem responder e pedir por outro movimento também, além disso podem pedir por outro tema de discussão.Vamos começar?
Como fazer um bom camelo?
Aperte no responder para responder e ver outras respostas.

18 de fevereiro de 2009

Camelo com Tremido

video

Um dos maiores motivos para perder o tremido é o posicionamento errado dos pés que leva peso para os joelhos.

Quando fazemos o camelo, deslocamos o peso do calcanhar para os dedos, mas quando o camelo está com o tremido isso não pode acontecer, temos que estar na posição do tremido (ver em vídeo do tremido) e fazer o camelo apenas com o peso no calcanhar.

11 de fevereiro de 2009

9 de fevereiro de 2009

Mariela Maia lecionando em São Paulo!

Antes, quero deixar, para refletir, um texto que fiz sobre "habilidade e personalidade".

Habilidade e Personalidade
Existe um caminho longe e correto a ser percorrido para chegar com excelência a tão sonhada personalidade na dança.
Não posso deixar de falar tudo o que venho vivenciando nesses 30 anos que danço.
Você conhece seu corpo?
Pense bem sobre isto, este é o primeiro passo de uma correção adequada para que possa continuar seguindo rumo a sua personalidade com consciência.
Uma personalidade consciente é quando a bailarina trabalha antes ou junto a habilidade dos movimentos.
Você sabe encaixar o quadril, contrair o estômago sem contrair o umbigo, subir o busto sem mexer outra parte, soltar o pescoço sem mexer ombros, transfeir peso nos exercícios, não trabalhar na lordose, soltar o quadril sem ter reação alguma na parte superior do corpo?
Não? Isto que citei é apenas uma pequena parte do grande estudo que a dança do ventre acadêmica nos cobra, se isso ainda não está claro em você, meu conselho então é que volte para ter uma base correta, ninguém passa para o segundo ano se o primeiro for mal feito. Não tenha pensamentos pequenos achando que vai perder um ano e sim, saiba que ganhará muito com uma boa base.
Você é uma empresa, é uma marca e nenhuma empresa sobrevive sem a base forte, o alicerce, isto é impossível.
Não se precipitar é uma boa dica para quem não quer apenas os 15 minutos de fama.
Aproveite que a habilidade é algo disponível nas academias e fortaleça em você.
Outra coisa:
-Se você tem o sonho de ser uma cópia, lamento dizer que será mais uma no mundo, a concorrência é grande, já temos 500 cópias de cada bailarina que fez ou faz sucesso, agora já pensou por que essas bailarinas fazem ou fizeram sucesso?
Exatamente porque não foram cópias, veja bem:
Imagine uma bailarina que começou cedo na dança, teve os melhores professores do mundo, hoje tem tantas habilidades e certificados que não cabem em sua parede.
Agora responda:
-O que adianta o melhor aparelho de telefone do mundo com a pior linha telefônica do mundo?
Nenhum desses certificados enquadrados a ouro terá valor se essa bailarina não tiver atitude, criatividade, personalidade, comprometimento, foco, espírito de equipe, liderança e envolvimento. Sem isto nada acontecerá.
Outro fracasso pode acontecer quando ficamos presas ao passado.
Quem são as bailarinas de renome do passado?
Sim, elas são maravilhosas... para o passado!
Sempre assisto para retornar a base do que a dança era, mas as coisas mudam e não acompanhar essas mudanças é pedir para sair do mercado.
As próprias bailarinas do passado sofreram influência do seu tempo, ou você acredita que nos "primórdios" essa dança era realizada como assistimos na época onde já existia a fita de vídeo?
Devemos respeito a elas, claro. Não existiria computador sem a máquina de escrever, mas ficar "endeusando" a máquina de escrever para mim é gastar tempo à toa.
Seja um computador e de última geração!
A dança Árabe foi criada por pessoas que ninguém sabe ao certo quem, onde e quando teve seu início, mas o importante é que ela está sendo lapidada pelo tempo e se transformando em uma obra de arte maravilhosa devido a personalidade de cada grande bailarina.

Dança do ventre acadêmica em São Paulo!!!!!

Dia 29 de março começam em São Paulo as aulas de dança do ventre acadêmica!

Maiores informações: Art Ballét - Escola de Dança.


Veja onde já temos os workshops e não perca tempo, venha estudar!

São Paulo - Escola Art Ballét-Ensino de dança, contato: artballet@gmail.com
Fone: 011-2097-8866( a partir das 15h).
Conta para depósito do curso em São Paulo:
Bradesco-Agência:0298-4, conta poupança 1006896-7 em nome de Priscila Ferrero Gomes.
É necessário enviar o comprovante de depósito para: artballet@gmail.com

Campinas - Ahlan wa Sahla - danças Árabes, contato: assessoriammeventos@gmail.com
Fone: 019-82058470.
Conta para depósito do curso em Campinas:
Bradesco-Agência 2118-o, conta 0020517-6 em nome de Mariela Maia.
É necessário enviar o comprovante de depósito para: assessoriammeventos@gmail.com

Quer este curso em sua cidade?
Mande um e-mail para: assessoriammeventos@gmail.com e veja como contratar e suas vantagens.

7 de fevereiro de 2009

MODA NA DANÇA DO VENTRE: Um pouco de história PARTE I

Falar sobre a história da indumentária em Dança do Ventre é complicado_ para não dizer IMPOSSÍVEL! Creio que a maioria aqui já tenha pesquisado sobre História da Dança do Ventre. Pois bem... a História da própria dança já é incerta... Então, infelizmente, não temos muito material a respeito... Mas vou tentar passar alguns aspectos que observei através de minha experiência.

As mesmas teorias que apontam a prática da Dança do Ventre pelas Sacerdotisas no Antigo Egito falam sobre saias de linho, seios nus e muitos colares, muitos!!! Na realidade, temos desde as pinturas rupestres figuras de dançarinas com o ventre e seios à mostra. Resta comprovar se essa é ou não nossa Dança do Ventre, se são danças precursoras desta ou ainda se são outras formas de expressão. De qualquer forma, é dessa maneira que o traje dessas bailarinas foi registrado pelos povos antigos.

Os vários elementos encontrados nos trajes para Dança Oriental foram agregados à indumentária através dos séculos , provavelmente sob influência das trocas entre culturas diversas. Os ciganos podem ter levado ao Egito adereços indianos, bem como alguns passos e influências da dança ( que atire a primeira pedra quem não encontrar semelhanças entre o Kathak e o Flamenco, ou que não achar que as posturas do Andaluz e do Odissi são geradas na mesma base!), e mais tarde novamente com o exílio dos dançarinos pela invasão muçulmana. Vestidos e xales podem ter vindo das danças dos povos árabes nômades. Moedas e medalhas vieram dos ciganos. Os véus foram introduzidos e aproveitados como acessório de dança pelos coreógrafos Europeus... E várias trocas de informações contribuíram para chegarmos aos figurinos atuais.

Uma boa fonte para observar roupas de dançarinas orientais entre os se. XVIII e XX são as pinturas da fase do Orientalismo. São inúmeras as obras que retratam bailarinas e odaliscas em mercados e haréns. Para quem estuda Artes Plásticas em paralelo à Dança Oriental, fica claro que tais autores não retratavam tudo exatamente como era, mas filosofar a respeito não me cabe agora e existe a inspiração no que era real, então vale a pena conferir_ desde que se tenha consciência de que parte é realidade, e parte é pura manipulação por interesses colonianistas do homem Ocidental.

Mais uma vez falando sobre as "trocas" com os europeus... Há um século atrás, o traje da Dança do Ventre ainda era bem Baladi: vestidão, xale marcando os quadris... O modelo de duas peças foi criados por estilistas franceses, com o intuito de conceder glamour e evidenciar os movimentos no ventre. Em alguns países, até hoje é obrigatório o uso de barrigueiras com este traje. Foi neste mesmo contexto e período que a Dança Oriental se espalhou pelo mundo através dos filmes de Hollywood, imortalizando este traje e tornando- o referência quando se fala em Bellydance.

No último século, a evolução da Dança do Ventre tanto em inovações nas coreografias quanto nos figurinos foi enorme e rápida. Atualmente, duas- peças sem barrigueiras e até minissaias são aceitas no Líbano e em todo o circuito comercial de shows. Os vestidos estão cada vez mais justos e os bordados mais luxuosos. O uso de calças compridas é comum e aceito. As grandes estrelas no Egito podem tudo, e assim surgem figurinos cada vez mais extravagantes e inusitados. Não vou entrar no mérito de discutir gostos... Vou deixar essa parte para cada uma pensar e usar as conclusões para si. No próximo artigo, estarei falando da evolução dos trajes para dança no Brasil_ dessa vez em um texto muito mais gostoso, já que temos verdades e informações palpáveis para compartilhar!!! Então, até breve!



Zahrah


PS: cliquem nas fotos para ampliá-las.

27 de janeiro de 2009

Dança do Ventre Acadêmica

Você sabia que a dança do ventre não é acadêmica?
Qual o método de ensino que usa a sua escola? Você não deve saber porque não deve existir. Quando vamos nos matricular em qualquer escola, em primeiro lugar ficamos sabendo das regras,uniforme,método de ensino,valor da média para passar,não é isso?
Isso acontece também no ballét e em qualquer lugar onde há interesse em um estudo de qualidade.
Criei um método de estudo onde estarei disponibilizando simultaneamente em dvds e apostilas,a bailarina conseguirá estudar com respeito e realmente aprendendo porque é um método inteligente,interessante,com didática moderna e que valoriza a individualidade sem sair do contexto da dança Árabe.
Por que criei esse método?
Em nenhuma uma academia, workshop, casas de aula que estudei essa dança houve um comprometimento com a evolução das alunas, mesmo porque muitas vezes a professora não estava apta a lecionar.
Quando você está na primeira série e passa de ano o normal não é ir para a segunda série?
A dança do ventre não divide em classes de ensino,infelizmente nem classes têm a não ser a classe iniciante,intermediária e a avançada, e entra na avançada ultimamente não quem é,mas quem quer ou quem só tem aquele horário para fazer aula, sabe?
Eu como professora já saí de várias academias por estar fazendo um trabalho com um grupo e chegar alguém despreparada, mas que só tinha aquele horário e a resposta das academias para mim era sempre a mesma "temos que pagar as contas".
É disso que vive a dança do ventre no Brasil, não de talentos, não de professoras comprometidas com o ensino, mas a porcentagem maior é de academias e professoras que precisam pagar as contas.
O que fazer?
Você tem várias opções, duas são óbvias:
-Ir junto com o fluxo ou nadar contra a maré!
Eu li alguns métodos de ensino da dança do ventre e entrei em pânico com tamanho despreparo,claro nem todos são ruins, aliás alguns são muito bons, mas existem métodos sem fundamento algum, um deles dizia que no terceiro ano a bailarina se familiziaria com os ritmos, isso existe?
Quem dança, dança alguma música e como então vai aprender o básico, o alicerce só após três anos?
Acordaaaaaaaaa gente!
Vocês estão comprando emoções erradas.
Comecem a frequentar grandes eventos anuais Árabe e verão o que falo, verão que infelizmente existe um declínio anual dessa arte.

O que vou encontrar nesse método?
Você vai encontrar em primeira instância cinco anos de estudos direcionados e diferenciados que caminharão em uma evolução organizada. Para cada ano serão gravados dois DVD's com as técnicas passo a passo e, simultaneamente em cada DVD, uma apostila onde a estudante caminhará lado a lado com a cultura e teoria do que está aprendendo para se organizar.
AGUARDEM!

14 de janeiro de 2009

Moda na Dança do Ventre

Olá! Meu nome é Zahrah e, para quem ainda não me conhece, além de professora de Dança do Ventre sou estilista especializada em trajes para dança. Comecei minha carreira sem pretensões, em 1993, desenhando e bordando roupas para jazz e ballet. Em 1995, fiz o curso livre de Desenho de Moda pela Escola Oficina de Artes e me dedicar aos trajes de dança foi inevitável. Desde então até hoje eu trabalhei em outros segmentos, da moda alternativa à moda noiva/ festa, me proporcionando experiência e a certeza de que meu ramo é mesmo figurinos para dança.

A partir de hoje, estarei periodicamente postando aqui uma série de artigos sobre moda para Dança do Ventre, abrangendo também informações sobre trajes para Danças Folclóricas e American Tribal Style. Esse termo sempre gera questionamentos... Moda? Como assim?

Moda é a tendência de consumo da atualidade. A moda é composta de diversos estilos que podem ter sido influenciados sob diversos aspectos. Acompanha o vestuário e o tempo, que se integra ao simples uso das roupas no dia-a-dia. É uma forma passageira e facilmente mutável de se comportar e sobretudo de se vestir ou pentear.

Para criar estilo, os figurinistas utilizaram-se de cinco elementos básicos: a
cor, a silhueta, o caimento, a textura e a harmonia.


A moda é abordada como um fenômeno sociocultural que expressa os valores da sociedade - usos, hábitos e costumes - em um determinado momento. Já o estilismo e o design são elementos integrantes do conceito moda, cada qual com os seus papéis bem definidos.


A moda é um sistema que acompanha o vestuário e o tempo, que integra o simples uso das roupas no dia-a-dia a um contexto maior, político, social, sociológico. Pode-se ver a moda naquilo que se escolhe de manhã para vestir, no look de um
punk, de um skatista e de um pop star, nas passarelas do mundo, nas revistas e até mesmo no fato que veste um político ou no vestido das avós.

Fonte: Wikipédia, a Enciclopédia Livre



Portanto, EXISTE moda na dança, bem como em diversos aspectos culturais da nossa sociedade. Faz parte da expressão artística fazer uso de toda a sorte de meios possíveis. A roupa na Dança do Ventre tem importante significado tanto estético quanto de identificação cultural.E é mutável, principal ponto que define este vestuário como "Moda". Nas próximas semanas, estarei trazendo para vocês a comprovação destas afirmações através de um artigo falando sobre as mudanças no nosso figurino... Mas isso é outro capítulo! E espero que vocês gostem e aproveitem como material de estudo!!!


Talvez uma das minhas características pessoais que tenham direcionado meu trabalho aos trajes de dança seja minha aversão à ditadura da moda. Para os palcos, me sinto livre! Então, não esperem de mim regras e conceitos imutáveis. Muito menos incentivo a imitar tendências. O que eu quero passar para vocês são informações valiosas para ninguém pagar "mico", mas sem perder o foco principal, que é o estilo pessoal e a personalidade de cada uma. Como aprendi desde o inicio de meu aprendizado em dança... A Dança do Ventre é a Dança do Coração, ou a Dança da Alma... Então é este o foco que não podemos perder!


Beijos a todas (e todos), e até breve!


Zahrah

7 de janeiro de 2009

Características e Benefícios

Ultimamente vemos muitas características na dança Árabe, mas poucos benefícios.
Você sabe a diferença dos dois?
Característica é o que a bailarina é e benefício é o que a bailarina trás de bom para você.
Todas têm características, mas enquanto só pensarmos nisso não seremos benefício, que na verdade é o que importa.
As pessoas compram emoções!
Para um show ser emocionante, realmente a bailarina tem que estudar muito mais que aquela bailarina que simplesmente vai dançar com uma espada ou com outro adereõ.
Pense grande!
Não suba nunca mais em "um palco para se apresentar". Quem se apresenta é estudante,uma profissional sobe para uma aparição, para trazer emoção, essa é a diferença, esse tem que ser o primeiro benefício do público que espera por sua apresentação, porque está cheio de bailarinas que entram com uma espada no palco, está lotado de bailarinas que entram com véus, mas poucas entram com técnica, expressão e nos trazem emoções positivas.
Seja extraordinária no que faz!
Para você chegar a ser benefício, precisa primeiro pensar em suas características e nas características pensadas com a cabeça do contratante.
1 - Quais são suas características?
2 - Qual a característica que uma bailarina ou dançarina Árabe tem que ter?
3 - Você se encaixa nelas?
4 - O que pode fazer para mudar?
Eu aconselho que leia estas perguntas diariamente.
Por que devo ser contratada?
Se sua resposta for, devo ser contratada porque danço com taças, com espada, com derback ao vivo, sinto te informar que talvez esteja caminhando no lado errado.
Essa resposta é característica e essas características são apenas obrigação se fechado em contrato.
Deixe a platéia maravilhada, feliz, empolgada e sempre terá seu contrato.
Você foi contratada para dar um workshop?
Seja clara, objetiva e dê todos os benefícios aos seus alunos.
Qual o tema do seu workshop?
Vou usar um termo franco aqui, não minta e não enrole ninguém! Temas de workshop como,"exemplo", a maravilhosa arte da dança do ventre, sequencias maravilhosas e outras dessa série, me respondam:
O que é isso? Isso é workshop do quê?
Por que está indo a um workshop que não sabe o que será estudando?
Pense nisso também, pense em seus benefícios, uma de suas características deve ser inteligência e aprenda a se recusar estar em uma aula onde o próprio tema não diz nada, isso infelizmente acontece muito na dança árabe, cuide do seu tempo e se valorize.

4 de janeiro de 2009

AHLAN WA SAHLA 2.009: TUDO SOBRE O EVENTO

DIA 28 DE JUNHO (DOMINGO) - CLUBE: BONFIM CAMPINAS!

A dança do ventre hoje deixou bem claro para o mundo que não veio a passeio, não é um modismo, ganhamos espaço, as academias se renderam a nós, abriram suas portas e essa cresce a cada dia, e com isso os eventos também.
No mundo competitivo de hoje não adianta mais ter bom preço e oferecer apenas um espaço para os grupos e solos se apresentarem, isso é apenas obrigação. O diferencial está nas atitudes, nas pessoas que organizam e , principalmente, nas que trazem resultados para os grupos e solos que se apresentam.
AHLAN WA SAHLA, é um evento cultural e artístico, que visa o intercâmbio entre as danças, principalmente a dança Árabe.
Venha participar com seu grupo, solo ou com seu estande de venda nesse dia tão marcante para todas nós.

Vamos nos organizar!

REGULAMENTO

Bailarinas/Grupos:
O regulamento do Ahlan wa sahla para as bailarinas é muito simples:
-A bailarina ou grupo deve estar no local com pelo menos uma hora de antecedência para se organizar;
-Deve estar marcado no cd a faixa que será executada na apresentação do seu grupo ou solo e entregue na portaria na mesa de organização dos cd e retirado na mesma mesa na saída.
-O grupo ou solo terá seu horário antecipadamente agendado e poderá ser acompanhado pela comunidade: fã club de dança do ventre no orkut e por e-mail;
-O grupo ou solo perderá sem reembolso algum, a oportunidade de se apresentar caso haja atraso;
- Não poderá ser usado pétalas de rosas no palco ou qualquer outro objeto que suje ou interfira na apresentação de outros grupos.

Estandes de Vendas:
O evento tem início as 14:00h com o concurso, nesse momento tudo deve estar pronto para receber os convidados.
As pessoas responsáveis por cada estande devem estar no local com pelo menos duas horas de antecipação, o que corresponde estar às 12:00h.
No ato do fechamento do estande com o evento, favor enviar o nome, o que será vendido e o telefone para que possamos fazer antecipadamente uma divulgação de todos.
Cada estande tem aproximadamente dois por dois metros.
O valor dos estandes são diferenciados,veja abaixo:
Serão 10 estandes em cada uma dessas áreas citadas.
Na parte externa dos shows: R$150,00
Na parte interna dos shows: R$120,00
Na parte superior dos shows: R$100,00.
O estande que já trabalhou com o Ahlan wa sahla no ano de 2.008 terá 10 por cento de desconto nesse valor.
Cada estande tem direito a dois ingressos, o terceiro terá que ser comprado.

Concurso "Eu bordo a minha roupa de dança":
Se você bordou uma roupa de dança do ventre e quer entrar para o concurso com ela é simples, na mesma ficha de inscrição dos concursos você assinala este ítem.
Cada bailarina terá um minuto para desfilar a sua roupa no palco,não precisa ser desfilada pela pessoa que bordou, pois a nota não será dada para o desfile e sim para o bordado.
A vencedora sairá em meia página do próximo livro falando do seu trabalho.

Taxas de Inscrições e Ingressos:
O valor da taxa de inscrição para mostra de dança não competitiva é de R$30,00 por coreografia ou solo(não por pessoa).
O valor da taxa de inscrição para o concurso é R$40,00 por coreografia os solo.
O valor da taxa de concurso "Eu bordo a minha roupa é de R$20,00.
O valor do ingresso (as bailarinas que dançam paga o ingresso também) muda de acordo o dia comprado.
- Do dia 3 de janeiro até dia 3 de fevereiro: R$ 15,00( Essa é a melhor época para comprar)
- Do dia 3 de fevereiro até dia 3 de abril: R$25,00
- Do dia 3 de abril até dia 27 de junho: R$30,00
- No local: R$35,00.
Os convites antecipados poderão ser comprados através da conta bancária abaixo e retirados no dia do evento onde estará cadastrado em nome do responsável ou se preferir, eles serão enviados por carta.

ATENÇÃO: A professora paga o ingresso também, mas a cada 5 ingresso vendido, ela ganha um, então podendo tirar o seu de graça e ainda ganhar outros.

CONTA PARA DEPÓSITO DE INSCRIÇÕES E INGRESSOS:
Banco Bradesco, agência 2118 dig 0, conta corrente 0020517 dig 6, em nome de Mariela Maia.

SÓ ESTARÁ INSCRITO, O GRUPO E OU O SOLO QUE FIZER O DEPÓSITO BANCÁRIO E ENVIAR O COMPROVANTE DE DEPÓSITO PARA assessoriammeventos@gmail. E ENVIAR TAMBÉM A FICHA DE INSCRIÇÃO PREENCHIDA E ASSINADA.

As inscrições somente poderão ser validadas mediante a instrução acima (envio de e-mail do comprovante de depósito e ficha de inscrição devidamente preenchida) pois, infelizmente no extrato a conta não vem mencionado o nome do grupo ou inscrito que fez o depósito. Agradecemos a colaboração de todos para que esse seja um evento organizado onde todas nós possamos aproveitar ao máximo.


ESTRUTURA DO AHLAN WA SAHLA 2.009


A própria palavra Ahlan wa sahla significa "Seja bem vindo" e para isso contamos com uma estrutura completa para seu estudo,divertimento e bem estar nesse dia.

Contaremos com:
-10 estandes de venda de produtos árabes, para a mulher e para a dança na parte externa dos shows, 10 na parte interna e 10 na parte superior;
-Salão de beleza para que você possa se arrumar com um profissional;
-Estúdio para fotos posadas com um profissional;
-Área monitorada e separada para o público que participará da votação;
-Lanchonete com comida árabe e brasileira;
-Chocolateria;
-Estande de certificado de participação;
-Palco (alto) com estrutura para 12 bailarinas com véu;
-Palco (baixo) com estrutura para 10 bailarinas com véu (podendo ser utilizado os dois ao mesmo tempo na mesma coreografia);
-Um camarim com banheiros e espelho para mulheres;
-Um camarim com banheiros e espelho para homens;
-Um camarim separado para a banca examinadora e pessoas que estarão trabalhando na montagem do evento;
-Filmagem profissional.
E uma grande alegria, teremos ainda a presença de um fotógrafo com um trabalho diferenciado cobrindo o evento.
Conheça o trabalho de Horácio: BellyDanceBrazil.com
A dança do ventre em imagens. Registros fotográficos que imortalizam a graça, beleza, e emoção de momentos ao vivo da dança do ventre.

Concurso Ahlan wa sahla:
O sentido do concurso Ahlan wa sahla é mais do que "apontar"notas aos trabalhos das pessoas, o sentido é descobrir talentos, descobrir raridades e divulgar estes trabalhos.
Por esse motivo, não existe primeiro, segundo e terceiro lugar, todos os participantes receberão suas avaliações detalhadas de cada bailarina do juri técnico mas, apenas o primeiro lugar de cada categoria terá o seu trabalho divulgado e premiado.

Como funcionará a votação do Ahlan wa sahla?
A banca examinadora é o juri técnico e é composta por 7 bailarinas capacitadas para isto, o público que chegar ANTES do início do concurso que será as 14:00h e PERMANECER ATÉ O FINAL no espaço reservado e monitorado "público júri" terá direito a uma cédula de votação.

Como será feita a contagem dos votos?
A banca examinadora que é o juri técnico ficará com 70 por cento dos votos, o público júri com 30 por cento.
Os votos do público júri será depositado na urna com apenas um escolhido e sem nota.A urna será aberta na frente do público e contado os votos um a um no final do evento. Os votos da banca examinadora serão somados peço presidente de mesa. O vencedor de cada modalidade só terminará quando na frente do público for dado o "veredito" da banca examinadora e somado a votação do público júri no mesmo dia e local.

Qual a premiação?
Os primeiros lugares no concurso solo (tribal, dança do ventre amador e profissional) sairão na capa junto com Mariela Maia no seu próximo livro intitulado "Fusões na dança do ventre" que será lançado em novembro de 2.009.
Os dois primeiros lugares dos concursos de grupo ( tribal e dança do ventre) sairão na contra capa do mesmo livro.
Receberão entregue um troféu de bailarina e ou grupo revelação "Ahlan wa sahla 2.009" e entregue alguns prêmios que estarei divulgando no decorrer da montagem do evento.
Todas que estiverem no concurso é obrigatório apresentação no dia do documento de identidade (RG) para assinar o contrato de uso de imagem caso seja a vencedora.

Maiores informações: assessoriammeventos@gmail.com , ahlanwasahla@gmail.com, pelo blog: http://marielamaia.blogspot.com/ ou pelo fone: 19-92197659.

Teremos dois Workshops no dia anterior ao Ahlan wa sahla, aguardem!

FICHAS DE INSCRIÇÃO PARA DOWNLOAD:
(clique no link, copie e cole a ficha num documento de texto - Microsoft Word)
Estandes
Concurso de dança
Mostra de dança (sem competição)