ATENÇÃO: As inscrições para o Ahlan Wa Sahla 2009 já estão abertas, saiba tudo sobre o evento aqui no blog!

Não fique por fora do maior evento anual de dança do ventre de Campinas. Clique aqui para saber mais.

Aqui é lugar de paz, estudo e muita dança!

Seja muito bem vinda(o) a esse blog.
Eu Mariela Maia, farei o melhor para conseguir levar informações importantes até você.
Esse blog é de todas nós, aqui você pode opinar através dos comentários e enquetes, sugerir mudanças e participar ativamente.

Como funciona o blog?

Como em todo o blog, toda atualização recente fica na frente. Portanto, tem conteúdo de pesquisa e estudo em todas as páginas.Utilizando o postagens mais antigas, no final da página, você navega pelo blog, como se estivesse lendo um livro de trás para frente sem perder nada.Você pode navegar também pelos temas na coluna "Estude pelo tema", por exemplo, o tema vídeo aula irá te mostrar todas as postagens como vídeos aulas feitas carinhosamente para você por mim, Mariela Maia. Bons estudos!

4 de outubro de 2008

Especismo





Entrando em detalhes, o que seria o especismo? Quando pensamos em racismo sabemos que o mesmo é uma aversão a outras raças; sendo assim, analogicamente o especismo seria uma aversão a outras espécies. Refletindo sobre isso, sabemos também que o racismo é infundado e prepotente; um sentimento que levaram brancos a excluir qualquer tipo de respeito (entre eles utilizar-se da escravidão) pelos negros, por acreditarem que eram inferiores, físico e biologicamente. O especismo, portanto, seria um “racismo ampliado” por considerar as outras espécies inferiores à nossa, então sujeitas “legal e moralmente” a qualquer adversidade (desde aprisionamento, trabalho forçado, morte, etc) por nós. Mas, pergunta-se, como é possível que alguém perca seu tempo tratando de igualdade dos animais quando a verdadeira igualdade é negada a tantos seres humanos? A resposta é a que essa atitude (negar importância à discussão sobre direito dos animais) reflete um preconceito que é tão infundado quanto aquele que um dia fez brancos proprietários de escravos não considerar com a devida seriedade os interesses dos negros escravos.

Esse pensamento especista está enraizado na maioria esmagadora de nós, e em contrapartida, condeno-o e luto veemente contra ele. Cínara Nahra, professora do Departamento de Filosofia da Universidade Federal do Rio Grande do Norte e mestre na área de filosofia Moral e Política pela UFGRS tem uma opinião semelhante a respeito: “Seja qual for a natureza do ser, o valor moral exige que a dor e o sofrimento sejam levados em conta em termos de igualdade; e independente da raça, do sexo ou da espécie de quem as sofre, devem ser evitadas ou mitigadas”.

Obviamente animais humanos e não-humanos são diferentes (assim como homens e mulheres também são) físico e biologicamente, porém no campo ético devem ser tratados a partir dos mesmos princípios. Como sintetizou Jeremy Bentham, a questão sobre animais não é “Eles são capazes de raciocinar?”, nem “São capazes de falar?”, mas sim: “Eles são capazes de sofrer?”.O modo como tratamos os animais não se compara nem de longe ao sofrimento que nós já infringimos a outros seres humanos.“Em seu comportamento com os animais, todos os homens são piores que nazistas”. A frase é do escritor judeu Isaac Bashis Singer, citada no livro “Libertação Animal” de Peter Singer. Após estas postulações eu os convido a refletir, partindo da constatação de que a crueldade humana para com os animais se manifesta de formas variadas – na alimentação, experiências científicas, circos, zoológicos, touradas, brigas de galo, rodeios, na pesca expansiva e predatória, na exploração de peles e couro, para citar as mais comuns.Ao decorrer do blog e do interesse e participação de vcs, vou postando aqui mais informações sobre o especismo em todas as suas áreas abrangentes, que citei.

Mirella Ferraz Nogueira

Pra deixar mais claro o que é o especismo, foi criado esse documentário, que na minha opinião é o melhor filme já feito. Do diretor Shaun Monson e narrado pelo ator Americano Joaquim Phoenix (Gladiador), o filme foi possível cotado para o Oscar. Mas é lógico que, um documentário desses não iria por mexer diretamente com instituições milionárias. Vale a pena assistir. Se Chama Earthlings (Terráqueos):


http:video.google.com/videoplay?docid=-239204330856039070

4 comentários:

Frank Herman disse...

Simplesmente fabulosa.
Nunca tinha ficado para mim tão clara e esclarecida essa questão dos animais.

Vc está de parabens Mirella.

Mariela Maia disse...

Mirella
Pra mim é uma honra ter você aqui falando de um assunto tão sério com tanta excelência.
Eu estou aprendendo muito com você.

Luciana disse...

Muito bom o texto! Excelente! Além de didático, muito bem escrito e nos faz pensar. Espero que todas as pessoas leiam!
Parabéns Mirella!

Dália disse...

Olá!!!
meu nome é Dália(www.dalia.show.nom.br)
orkut:Dália Show

Fiquei muito feliz em encontrar esta postagem no seu blog.
Sou vegetariana a mais de 40 anos ...na época encontrei tão poucos que compreendiam o meu porque.
meu núcleo familiar(aquele que constituí) é vegetariano e sofri muita crítica e falta de apoio na época no seio da família que cresci... meu filho, que hoje já é um homem nunca comeu carne.
Não precisei explicar muito para ele, impor nada...ele simplesmente entendeu no coração.
Não so vegeteriana por causa da minha saúde, por que o médico mandou...a saúde vem como bônus de
hábitos corretos e coerentes.
Estou baixando o filme para ver, ainda não conhecia...obrigada!
(olha o link no blog não tá funcionando...mas eu achei ele no google).
obrigada também pelos ensinamentos dançantes, adorei a sua feminilidade!
beijos no coração!